Coragem sob fogo : teorias de Epicteto testadas em campo

Coragem sob fogo: testando as doutrinas de Epicteto é um relato de Stockdale durante o período em que esteve como prisioneiro na Guerra do Vietnã. Através do Instituto Hoover da Universidade de Stanford, o Viva Vox (Grupo de pesquisa em filosofia clássica e contemporânea) traduziu pela primeira vez para o português, o livro Courage Under Fire: Testing Epictetus’s Doctrines in a Laboratory of Human Behavior (Hoover Institution, Stanford, 1993). Stockdale, que foi um piloto de caça, e logo depois pesquisador do Instituto Hoover para a Guerra Revolução e Paz, da Universidade de Stanford, EUA, começou a se interessar por filosofia (em especial a de Epicteto) depois que um professor do Departamento de Filosofia da Universidade de Stanford lhe indicou o Encheirídion de Epicteto. Esse manual foi de extrema importância para Stockdale, pois ao estudar a fundo as doutrinas de Epicteto as absorveu por completo. O que o foi de decisivo para ele no período de sete anos e meio em que foi prisioneiro de guerra em Hanói.

coragem sob fogo

O livro trata do modo como alguém deve sobreviver em um ambiente hostil. Baseado nas doutrinas do filósofo estoico Epicteto, Coragem sob fogo: testando as doutrinas de Epicteto num laboratório comportamental humano, é um relato de Stockdale durante o período em que esteve como prisioneiro na Guerra do Vietnã. Ele usou o que aprendeu das doutrinas de Epicteto para consegui se manter em um ambiente que para muitos seria impensável a sobrevivência, muito menos a manutenção da sua dignidade.

Através de tais doutrinas, o piloto viu que era possível usar a filosofia de Epicteto na prática, usando-a para não se deixar coagir por uma maioria dominante e opressora. Stockdale percebeu que o primeiro passo é distinguir as coisas que estão sob o nosso controle e as que não estão. Depois disso foi mais fácil para o piloto aplicar as doutrinas durante o período que ficou preso. Como citado em seu livro Coragem sob fogo: testando as doutrinas de Epicteto num laboratório comportamental humano, Stockdale não fez nenhuma referência às citações de Epicteto, mas seus companheiros percebiam que suas palavras eram diferentes das dos outros prisioneiros.

Para o piloto Stockdale, tais adversidades são encontradas na contemporaneidade, quando perdermos um emprego, bens materiais e cargos de chefia. Algumas pessoas, por desconhecer a teoria estoica, entendem que tais bens estão sob seu controle, e quando os perde entram em desespero.

Em muitas empresas, os ambientes de trabalhos são extremamente competitivos. Muitos funcionários tentam subir na profissão por meio de coerção, do assédio moral. Stockdale observou isso durante a prisão em Hanói onde o assédio moral ultrapassa os limites da dignidade e liberdade humana. Para o piloto de caças, saber distinguir as coisas que podemos ou não controlar pode nos esclarecer que tais bem, são independentes de nossa vontade.

Partindo da diferenciação das coisas que estão sob nosso controle Stockdale cita maneira de mantermos nossa dignidade em tais ambientes.

  1. Não se curvar diante da maioria coercitiva, pois tais aceitações só fazem reforçar a “tirania” dos opressores.
  2. Em segundo lugar, manter-se indiferente diante dessa maioria coercitiva. Tendo em vista que é com grande prejuízo da moral e dignidade que isso acontece. Como exemplo de grupos que tem uma ideologia e a todo o momento querem converter alguém àquela ideologia, caso isso não aconteça tal pessoa será denegrida.
  3. Terceiro lugar, procurar sempre estar perto daqueles que compartilham das mesmas ideologias, pois o homem sendo um animal social tem a necessidade de viver em sociedade em companhia de outro da sua espécie. É preciso ter em mente que o ser humano necessita vencer esse isolamento de forma digna. É através desse que a maioria coercitiva tenta corromper a minoria digna.

 

Stockdale publicou várias obras, dentre elas The Stoic Warrior’s Triad (1995) e  A Vietnam Experience: Ten Years of Reflection (1984), recebeu várias condecorações e onze títulos de doutorado honoris causas.  Morreu em junho de 2005, deixando obras nenhuma delas traduzida para o português[i].

coragem sob fogo

A tradução de Coragem sob fogo faz parte do projeto de extensão da Universidade Federal de Sergipe em ética aplicada intitulado Dignidade na Adversidade.

[i]  As primeiras traduções para o idioma português estão sendo feitas pelo Viva Vox.